Ir para conteúdo

FEIRAS E EVENTO: NÃO CACE JORNALISTAS

Ponto de mira

Quem mora ou trabalha em São Paulo sabe do sem número de feiras, eventos, convenções, workshops e debates que a cidade abriga diariamente. E, claro, todas essas ações são interessantes para a geração de negócios ou engajamento e aproximação com seu público. Porém, será que esses momentos também são ideais para abordar a mídia?

Vamos trabalhar um pouco com a imaginação. Uma feira como a Campus Party, onde estão os maiores e mais inovadores players de tecnologia do mundo e onde o visitante pode encontrar mais de 200 startups, 82 mil pessoas e 8 mil campuseiros (números da edição desse ano). Você já pensou em quantos jornalistas estavam por lá?! Sim, milhares, e de diferentes países.

Um ponto importante que muitos empresários e empreendedores à frente de startups não sabem é que 90% desses profissionais de mídia já chegam na feira pautados. O que isso significa? Simples: eles já chegam ao evento com foco e entrevistas pré-agendadas e por quase nada mudarão de ideia no meio do caminho ou incluirão uma nova entrevista.

Quero destacar isso porque quando sua empresa for participar de um evento onde a mídia esteja presente, o ideal é que você avise sua assessoria com pelo menos um mês de antecedência. E não vale apenas o “oh, estaremos lá”. Informação é a alma do negócio e você não pode se esquecer disso, portanto é preciso falar como você estará lá (com stand, participante de uma palestra ou debate ou apenas como visitante?), que dias (você estará presente todos os dias do evento e full time ou apenas em horários específicos?), o que você estará fazendo lá (terá algum lançamento ou pronunciamento importante?). Enfim, para que a estratégia de PR para um evento seja bem sucedida, é preciso planejamento (mande o quanto antes as informações) e qualidade na comunicação (passe o briefing completo).

Avisar sua assessoria que estará no evento faltando poucos dias para a ação e exigir que ela se torne uma caçadora de jornalistas no local não terá efeito positivo algum, nem para sua marca, nem para seu assessor e muito menos para o jornalista, que já está atolado de materiais e não terá tempo e nem paciência para ouvir você, perdendo oportunidades de falar sobre a empresa.

Em resumo: se a ideia é aproveitar eventos para a mídia, avise com o máximo de antecedência possível, caso contrário, aproveite as feiras e ações para estreitar relacionamento com fornecedores, parceiros, novos clientes e stakeholders.

*Por Renniê Paro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: