ARTIGO OU RELEASE? QUAL A MELHOR FERRAMENTA?

marcacao-artigos-01

*Por Juliana Gusmão

Sabemos que conseguir um espacinho nos jornais ou em um portal relevante para sua empresa está cada vez mais difícil. Seja porque a redação sofreu grande impacto com a crise econômica e acabou reduzindo seu time ou porque estão cheios de demanda e envolvidos com assuntos factuais. Diante desses fatos, como conseguir atrair a atenção dos jornalistas e divulgar as notícias sobre sua marca?

Com certeza você já ouviu seu assessor sugerir trabalhar com artigos ou recomendar algo que fuja um pouco da sua proposta inicial, ou até mesmo, reduzir o release para apenas uma página e trabalhar com sugestões de pauta. Entenda, isso não quer dizer que seu assessor é preguiçoso ou que não está dando a atenção necessária para seu negócio e sim, porque é uma estratégia muito comum usada pelas assessorias de imprensa para otimizar o tempo e serem mais assertivas na hora de vender a pauta para os jornalistas.

Mas, você deve se perguntar qual das duas ferramentas sua assessoria de imprensa deve usar e qual é mais eficaz. A resposta é simples: as duas. O artigo por exemplo, é a estratégia mais indicada para te colocar como referência em um segmento específico. Por meio dele, é possível discorrer sobre os diversos assuntos correlacionados ao ecossistema que sua empresa está inserida. Dessa forma, é possível construir a imagem do empreendedor como especialista do seu mercado de atuação.

Já o release é um dos métodos mais utilizados por uma assessoria de imprensa, e é por meio dele que os grandes veículos de comunicação conseguem informações sobre a empresa, números, seus produtos, eventos, entre outros. Claro que para atrair a atenção dos jornalistas e também dos leitores, são necessárias algumas técnicas e banir o tom comercial. É muito comum um cliente querer colocar todas as informações possíveis no release e isso pode fazer com que o conteúdo adote um rumo publicitário.

Acredito que ao longo dos anos, o release foi ficando “inteligente”, e podemos dizer que assumiu a versão 2.0. Hoje, é possível encontrar materiais com infográficos, links, entrevistas, vídeos e gráficos, o que na maioria das vezes, torna o material e o assunto mais interessante para o jornalista.

Para finalizar, destaco que as duas ferramentas são verdadeiras aliadas da assessoria, cada uma com sua peculiaridade, mas com o mesmo propósito – promover notícias e conseguir um bom espaço em reportagens, colunas sociais, blogs, portais e outros meios de comunicação. Portanto, quando seu assessor sugerir trabalhar com essas duas vertentes, entenda que é uma forma estratégica de impactar diferentes leitores, seja com um conteúdo de mercado mais opinativo ou com assuntos mais focados em novidades, investimentos e lançamentos da sua empresa. As duas andam de mãos dadas e são necessárias para ajudar na construção da marca e do empreendedor.

*Juliana Gusmão é jornalista formada desde 2012 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com Pós-Graduação em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Com 3 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Coordenadora de Comunicação na PiaR Comunicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: