O QUE VI NO CASE – PR

No final do mês de outubro, pude participar pela 2ª vez do maior evento de startups e empreendedorismo da América Latina, o CASE. Diferentemente do outro ano, esse pude perceber um interesse maior dos participantes em entender o que de fato nós fazemos.

Alguns empreendedores já trabalharam com PR em alguma oportunidade, mas escutei muita gente reclamando dos serviços prestados e que gostaria de ver um serviço mais customizado, que entregasse um combo de resultados que realmente fosse eficaz para a marca – é esse o nosso foco, mais qualidade do que quantidade!

Durante os dois dias intensos de conteúdo de qualidade e muito networking, pude conhecer diversos empreendedores e negócios inovadores que têm muito potencial para se tornar escaláveis em seu mercado de atuação. Também apresentamos uma nova unidade de serviço, que por sinal, teve uma receptividade muito positiva dos participantes – é muito bom quando encontramos um gap no mercado e conseguimos ocupar esse espaço de maneira eficiente. J

Por fim, acredito que o saldo foi positivo. As pessoas estão mais antenadas e entendendo melhor o papel da assessoria de imprensa na construção da marca. Outras preferem esperar um pouco mais para investir em uma equipe de PR. Se você não estava no CASE, mas quer marcar um bate-papo para entender melhor o que podemos agregar de valor para sua marca, será um prazer!

*Por Juliana Gusmão

O QUE VI NO CASE

Assim como falamos sobre o RD Summit, não poderíamos deixar de abordar o que vi no CASE deste ano. O maior evento de startups e empreendedorismo da América Latina aconteceu nos últimos dias 26 e 27 de outubro, em São Paulo e reuniu mais de sete mil pessoas, entre participantes, palestrantes e expositores.

Este é o quarto ano que participo do evento e tive algumas impressões da edição de 2017. A área dos stands, por exemplo, era menor que o do ano passado, porém muito melhor organizada e o fluxo de pessoas que procuravam por serviços era de ótima circulação.

As palestras também tinham nomes de peso, como Gustavo Caetano (Samba Tech), Tallis Gomes (Singu), Rosi Rodrigues (iugu), Geoff Ralston (YCombinator), Stéfany Mazón (IBM), Guilherme Horn (Accenture), entre muitos outros que se reuniram para contar um pouco de suas experiências, e abordar inovações e tendências do empreendedorismo brasileiro.

As palestras dos nossos clientes Alfredo Soares (Xtech Commerce) e Horácio Poblete (Trustvox) foram verdadeiros sucessos de audiência.  Alfredo abordou sua trajetória empreendedora à frente da Xtech, com o tema “De zero a 8 milhões em 2 anos” e o Horácio deu uma verdadeira aula de “Predictable Revenue”.

Enfim, foram dois dias de muita movimentação e um networking riquíssimo. Pudemos rever clientes nossos que estamos no evento e conhecer novos empreendedores. De fato, o CASE é um verdadeiro caldeirão de novas ideias 😉

*Por Renniê Paro

A IMPORTÂNCIA DA IDENTIDADE VISUAL EM SOCIAL MEDIA

O ser humano é visual. Não adianta negar. Se batemos o olho e achamos que certa coisa não tem boa aparência, já julgamos que é algo duvidoso ou não tão bom assim. Talvez isso seja um grande erro, talvez não. Mas sua comunicação visual será o primeiro impacto direto para seus fãs, então a verdade é que precisamos caprichar sim em nossa identidade visual, até para que quem não conhece a marca, entenda sem muitas palavras a mensagem que queremos passar.

Mas em que consiste uma comunicação visual boa?  Pense no seguinte: toda empresa quer que seu produto/serviço esteja em destaque, seja de maneira online ou offline, certo? Então o primeiro pensamento tem que ser: como posso destacar minha marca entre outras tantas? Em seguida, você precisa deixar claro qual conceito quer passar ao mercado (lembre-se, uma imagem vale mais que mil palavras). Com isso, você começa a desenvolver uma comunicação visual consistente. Cores e elementos vem depois de ter concretizado os dois primeiros passos. Pode parecer simples, mas não é. Seu negócio será lembrado e representado por esses elementos e um erro pode colocar tudo a perder. Seu público será fidelizado por aquilo que vê, não se esqueça.

Outro ponto importante nesse assunto é que as redes sociais têm como uma de suas missões, aproximar os fãs de sua empresa. Se o seu público-alvo não se identifica com sua identidade visual, como você irá atrai-los? Imagens prontas de bancos ou fora do padrão de realidade de seus seguidores, quebram qualquer laço que esteja sendo cultivado.

E para finalizar, essa é uma parte MUITO importante para as redes sociais. Não dá para ser feito de qualquer maneira, por qualquer pessoa e em qualquer programa. Sim, comunicação visual é coisa séria e precisa de um profissional competente que entenda do assunto. O investimento é para a sua marca, então vale a pena valorizar o trabalho de quem estudou para isso. Pense sobre o assunto.

*Gabrielle Ramos é jornalista formada desde 2012 na Universidade Nove de Julho, com especialização em Marketing Digital pela E-commerce School e Mídias Sociais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Com 08 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Coordenadora de Planejamentos Estratégicos e Mídias Sociais na PiaR Comunicação.