O QUE AS STARTUPS PODEM ENSINAR ÀS EMPRESAS TRADICIONAIS?

Com a ascensão das startups na economia, trazendo grandes avanços na área de tecnologia, as grandes corporações estão procurando inovar para continuarem competitivas no mercado. Segundo um levantamento realizado pela Deloitte, empresa que oferece soluções de consultoria, 97% dos empresários brasileiros pretendem realizar algum investimento em 2019, incluindo a adoção de novas tecnologias.

Embora o ritmo dessas mudanças ainda seja lento, as empresas tradicionais estão olhando cada vez mais para o ecossistema de startups na busca por inspirações para se reinventarem em seu setor de atuação. Em uma pesquisa feita pela GE Global Innovation Barometer, 81% dos entrevistados reconheceram o crescimento da cultura de startups, concordando que essa é uma forma de estabelecer sistemas inovadores dentro das organizações.

Mas a grande questão é: o que as startups podem ensinar? A primeira lição é, sem dúvida, investir na transformação digital. Uber, Netflix, YouTube e Facebook são ótimos exemplos dentro de seus segmentos. Graças a essa inovação no ambiente online, elas conquistaram os consumidores, tornando alguns serviços ineficientes, como o caso das locadoras de DVDs, cooperativas de táxi, entre outros.

Outro ponto são as mudanças nas relações de trabalho. Embora existam hierarquias dentro das startups, elas são mais flexíveis, permitindo que os colaboradores tenham mais autonomia, abrindo espaço para o surgimento de novas ideias. O objetivo é que o público interno se sinta parte da empresa, tornando natural aquela velha premissa de “vestir a camisa”. Isso, sem dúvida, estimula a produtividade!

Um outro ensinamento valioso é o foco na experiência do consumidor. As startups estão sempre preocupadas em atender o seu cliente da melhor forma para fidelizá-lo. Inclusive, essas empresas são pioneiras na criação de áreas de Customer Success, ou sucesso do cliente. É o caso do Airbnb que, para melhorar o atendimento oferecido aos usuários, criou um time de CS dividido em seis categorias para sanar qualquer tipo de dúvida ou problema de forma rápida e assertiva.

Agora, se você ainda está em dúvida em como colocar isso em prática, que tal uma boa parceria? Muitas organizações estão apoiando o crescimento das startups, implementando programas de aceleração como forma de trazer mudanças. É uma relação de “ganha-ganha”, de um lado há o aprendizado de um novo mindset e do outro, o acesso à recursos financeiros e a uma estrutura organizacional consolidada. Pode ser uma oportunidade de trocar experiências, promovendo o crescimento de ambas! Vamos nessa?

*Bruna Sant’Anna Froner é Relações Públicas formada desde 2009 pela Universidade Metodista de São Paulo, com pós-graduação em Marketing e Comunicação Integrada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Com 10 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Gerente de Equipe na PiaR Comunicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: