SEMANA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE – FIQUE DE OLHO NAS STARTUPS QUE FAZEM A DIFERENÇA

De acordo com o relatório do Ministério das Cidades, no Brasil, 72% da vazão de água consumida vai para agricultura, 11% para consumo animal, 9% para abastecimento urbano, 7% para uso industrial e 1% para abastecimento humano rural. De toda essa distribuição, nosso país desperdiça quase 40% de água tratada, o que equivale aproximadamente a quase R$ 4 bilhões de prejuízo. Quando falamos de reciclagem de lixo, apenas 3% do lixo produzido pela população é reciclado. Sim, muito pouco!

Para conscientizar a população, no dia 05 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, que tem por objetivo incentivar e mostrar as dificuldades que nosso país vive quando o assunto é problema ambiental, e tudo isso impacta na forma como nos comportamos no dia a dia, em relação a desperdício de alimentos, de água, falta de reciclagem de lixo, entre outros pontos.

De olho no cenário citado acima, e também com objetivo de melhorar as estatísticas, algumas cleantechs, startups que trazem inovação para reduzir os impactos ambientais negativos; agtechs, startups que desenvolvem tecnologia para o setor; e empresas de energia solar, por exemplo, têm proporcionado diversas inovações.

Uma delas é a Polen, que tem como missão revolucionar a forma como as empresas lidam com seus resíduos. Ou seja, a empresa atua como um marketplace que conecta indústrias que geram resíduos com aquelas que utilizam sobras como matéria prima. Além disso, a cleantech oferece um relatório de sustentabilidade para todos os clientes que utilizam a plataforma e um selo de certificação ambiental a partir do quantitativo de uso que ele tem de matéria prima.

Outro caso é a Ledax Energy Solution, que tem como objetivo gerar energia limpa e sustentável, a baixo custo, por meio de sistemas fotovoltaicos. Com a solução da empresa, ao gerar sua própria energia, as PMES poderão reduzir em até 95% a fatura, ficando livres de variações tarifárias de energia.

Quando falamos de agronegócio, uma agtech que se destaca no mercado é a Agrosmart, plataforma de agricultura digital líder na América Latina. Por meio da tecnologia desenvolvida pela startup, produtores rurais conseguem tomar decisões mais assertivas no plantio, manejo de pragas, doenças, irrigação e colheita. Além disso, o uso do sistema permite aumentar a eficiência, reduzir custos, rastreabilidade, sustentabilidade e resiliência climática na cadeia de alimentos.

Enfim, esses são só alguns exemplos das inovações que chegam todos os dias no mercado. E vale destacar que não é somente no dia do meio ambiente que devemos colocar a mão na consciência e ver o que temos feito de errado. Todos os dias são importantes para fazermos ações que ajudam a reduzir o impacto ambiental que nosso país tem sofrido nos últimos anos. E aí, o que vamos fazer de diferente?

*Juliana Gusmão é jornalista formada desde 2012 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com Pós-Graduação em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Com sete anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Head de Relacionamento na PiaR Comunicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.