LIDERANÇA 4.0

Sabemos que gerir pessoas não é uma tarefa fácil! São diferentes gerações, personalidades, objetivos de vida… enfim, uma infinidade de atributos que fazem com que cada um dentro de uma equipe seja único, exigindo do seu gestor um olhar crítico com o objetivo de entender o que, de fato, o engaja. Porém, uma coisa é certa, com as mudanças de mindset motivadas pela modernização da sociedade como um todo, os métodos de liderança também mudaram.

Hoje, existe o que chamamos de liderança 4.0. Chique, não? Esse conceito mostra como um líder deve atuar para se adequar a esse novo momento. O gestor 4.0 é aquele que inspira. Ousado e criativo, se preocupa em ser muito mais do que aquele que dá ordens, indo além, e trazendo consigo a missão de desenvolver pessoal e profissionalmente sua equipe, trazendo feedbacks construtivos e focados extrair o melhor de cada um de seus colaboradores.

Esqueça aquele chefe impositivo, metódico, engessado. Esse novo profissional veio para derrubar barreiras hierárquicas, buscando sempre conduzir as pessoas por meio da motivação, inspiração e respeito, caminhando lado a lado com sua equipe, botando a mão na massa diariamente. Dirigir pela empatia e não por ego, de forma diferente e humanizada, esse é o objetivo dessa nova forma de gerir.

Claro que essa mudança não está ocorrendo do dia para noite. Porém, sem dúvidas, é uma tendência que veio para ficar. Afinal, as organizações mais avançadas têm percebido (finalmente!) a importância do capital humano para o sucesso do negócio, uma vez que são pessoas que entregam resultados e é impossível para a maioria delas trabalhar feliz, com um chefe ranzinza no seu ouvido esbravejando ordens o dia todo, certo?

Atualmente, existem empresas focadas em auxiliar com a gestão comportamental, facilitando a prática da liderança 4.0. É o caso da Solides, HR Tech especialista em Gestão Comportamental e People Analytics. Eles oferecem ao mercado o software Profiler, que consiste em um teste de perfil comportamental que, por meio de um questionário que pode ser respondido em apenas sete minutos e gera mais de 50 insights sobre um colaborador. Tais dados mostram indicadores sobre estima, como ele lida com pressão, influências, empatia, detalhismo, capacidade de sonhar e muitos outros direcionamentos.

Portanto, compreender como somar habilidades e competências é essencial para tirar máximo proveito das equipes, propiciando o alcance dos melhores resultados. Devemos estar preparados para esse novo momento, focando essencialmente em potencializar pessoas, não somente profissionalmente. Por isso, as empresas também devem se preocupar na preparação e escolha dos seus gestores, focando neste novo modelo.

*Bruna Sant’Anna Froner é Relações Públicas formada desde 2009 pela Universidade Metodista de São Paulo, com pós-graduação em Marketing e Comunicação Integrada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Com 10 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Líder de Núcleo na PiaR Comunicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.