NÃO CORTE

EM ÉPOCAS DE CRISE, NÃO CORTE E SIM APOSTE!

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o novo coronavírus como pandemia mundial, a economia do nosso país tem sentido o impacto devido ao período de quarentena que foi instaurado para conter a disseminação do vírus. Muitos setores, empresas, pessoas, lojistas, entre outros, têm vivenciado as dificuldades desse momento de manter suas contas em dia, de pagar seus colaboradores e até mesmo de encontrar alternativas para evitar prejuízos.

Por causa do isolamento social, a população e empresários se viram “obrigados” a se reinventarem para conseguirem sobreviver nos próximos meses e uma das alternativas tem sido o uso da tecnologia, seja para aperfeiçoar a comunicação, trabalhar remotamente, continuar vendendo mesmo que em plataformas digitais, realizar eventos por meio de transmissão ao vivo, entre outras ações.

Nesse contexto, ao contrário do que muitos pensam, os serviços de assessoria de imprensa se tornaram cada vez mais essenciais para as empresas se fortalecerem e sobreviverem em períodos de crise. Digo isso porque muitas startups, por exemplo, desenvolveram ações em prol do combate ao coronavírus, e sem uma divulgação ou disseminação em massa, a empresa jamais conseguirá capilarizar e impactar milhares de pessoas.

Entendo que é um momento sensível e cheio de incertezas, mas já parou para pensar que ao invés de cortar alguns serviços, por que não entender como ele poderá te ajudar nesse período? Será que não existe uma alternativa ou talvez um diálogo com o prestador do serviço para juntos encontrarem uma saída eficaz para ambos os lados?

Em um momento que o Brasil e o mundo todo estão sofrendo um colapso por causa do Covid-19, a imprensa tem feito o seu papel de informar e vem publicando milhares de matérias a respeito do vírus avassalador. É nesse contexto que nós assessores entramos para auxiliá-los e muni-los do máximo de informações dos nossos clientes, inovações, ações, entre outros pontos que serão essenciais para toda a população. Entenda, atuamos como um catalisador de informações nesse momento e o objetivo é que o máximo de pessoas, cidades, estados, sejam impactados com informações relevantes e verdadeiras sobre o assunto.

Por fim, acredito que a situação esteja difícil para todos os lados, desde as grandes empresas até os pequenos e médios negócios, e entendo que em algumas situações o corte ou a demissão é a única opção. Porém, antes de tomar qualquer decisão, pense e repense, converse com seus colaboradores e prestadores de serviços, e tente encontrar uma saída boa para ambos os lados. Em momentos de crise como essa, a união faz a força e todos saem ganhando. Pense nisso!

*Por Juliana Gusmão

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.