VOCÊ SABE QUAIS INFORMAÇÕES UM ESTUDO DEVE TER?

Você, certamente, já ouviu falar que a imprensa gosta muito de números e por isso, estudos desenvolvidos por empresas ou associações chamam a atenção dos jornalistas, né?  Por isso, aqui na PiaR nós sempre incentivamos o desenvolvimento desses materiais para trabalharmos nas grandes mídias e aquelas segmentadas.

Em contrapartida, sabemos que a sua produção demanda tempo e muita dedicação do seu time para compilar todas as informações e analisar minuciosamente cada índice e com isso, trazer insights interessantes. Pensando em como podemos dar uma mãozinha e te ajudar a direcionar os esforços para o que acreditamos gerar resultados, separamos algumas dicas do que a mídia considera interessante em um estudo.

Pois bem, primeiramente é fundamental que a companhia tenha amostragem bem significativa. Isso quer dizer que, dependendo do mercado em que está inserido, nada adianta conversar com apenas 100 pessoas ou 2 mil empresas. O interessante é reunir números expressivos para conseguir desenvolver um estudo mais robusto. Isso dará ainda mais credibilidade para o material.  

Depois disso, é importante analisar de forma minuciosa cada informação e aplicar diferentes filtros. Mas isso depende do tema que será abordado. Por exemplo, a Konduto, empresa antifraude para pagamentos online, realiza anualmente o Raio-x das fraudes no e-commerce brasileiro onde ela apresenta o índice de tentativas de fraude, os dias e horários que os criminosos costumam agir, navegadores mais usados, dispositivos e os sistemas operacionais utilizados nos golpes. Em 2020 eles analisaram mais de 175 milhões de pedidos que passaram pelos sistemas da empresa. Todos esses insights enriquecem o estudo e atrai a atenção dos jornalistas dos principais veículos e os especializados.

Outro exemplo a ser destacado é a Sólides, plataforma completa de RH com People Analytics e gestão comportamental que realizou o censo RH, com o objetivo de entender quais os principais desafios e estratégias do RH e evolução digital das empresas para esse setor. O material foi feito com mais de 3 mil companhias de empresas de média e grande porte e trouxe vários insights interessantes sobre o panorama dos profissionais dessa área e do departamento pessoal, média de abertura de vagas, pesquisa admissional e demissional, plano de cargos e salários das empresas, avaliação de desempenho dos colaboradores, entre outros.

Diante desses dois exemplos, você pode perceber a importância de elaborar levantamentos consistentes, que estejam diretamente relacionados com o seu mercado de atuação e tratam de temas da atualidade. Outro ponto fundamental é o timming de divulgação. Se o material for relacionado a uma determinada data sazonal, ele deve ser trabalhado nos dias subsequentes (logo após a data). Caso os números sejam referentes ao ano de 2019, o mesmo precisa ser divulgado no mês de janeiro, por exemplo. Além disso, é imprescindível que seja feito uma conclusão sobre todas as análises, pois isso facilita o entendimento e a leitura dos jornalistas. Sabemos que a elaboração desses conteúdos demanda tempo e trabalho, mas o resultado vale a pena. Fica a dica!

*Por Gabrila Calencautcy

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.