EM CINCO MESES, TUDO MUDOU!

No dia 27 de julho, fui chamada para assumir o cargo de gerência na PiaR, senti um mix de emoções. Ansiedade, nervosismo, felicidade pelo reconhecimento e medo foram alguns dos sentimentos que tive na hora. Mas, resolvi aceitar e enfrentar de cabeça erguida, mesmo com receio de não conseguir dar conta de tanta responsabilidade e atender a todas as expectativas.

Essa sempre foi a minha vontade. Durante os seis anos que trabalho na PiaR, tentei me preparar, me testar em algumas situações, perceber como eu teria que agir em alguns momentos e sempre me espelhei nas colegas que tinham mais experiência. Mas confesso que nunca pensei que estaria pronta para exercer tal função e percebi que só saberia como proceder em determinadas situações quando estivesse no “olho no furacão”. 

Agora, cinco meses depois, posso dizer que eu mudei (e muito) e em características que achava que faziam parte da minha essência, mas o dia a dia a gente aprende, na prática.

Tive que aprender a me impor em muitos momentos e orientar a equipe na hora certa, precisei ter uma visão mais macro sobre os clientes e as demandas diárias, ter o feeling de saber a hora certa de falar sobre determinados assuntos, ser mais firme quando necessário sem excessos.

Outro ponto importante do trabalho de gestão, que na minha visão é o mais delicado, mas acredito que faz toda a diferença no relacionamento de uma equipe, é a forma como a gestora lida com os seus profissionais. Isso é um grande desafio, que aprendi e continuo apreendendo todos os dias. Primeiramente é imprescindível que haja o respeito entre todas as partes. O papel de cada gestor (a) acima de tudo é compreender as dificuldades e identificar as características predominantes de cada uma das pessoas que fazem parte do seu time para conseguir, treinar e aproveitar esses pontos marcantes a favor do trabalho. Ou seja, cabe ao gestor analisar o potencial de cada um para criar estratégias diferentes de forma personalizada. Esse com certeza, é um trabalho minucioso e contínuo, mas os resultados valem a pena.    

Diante desses insights, digo que durante esse período tenho aprendido muito com as meninas da minha equipe e estou tentando criar a minha forma de gestão a partir de todos os ensinamentos que tive de minhas gestoras, pois me espelho muito nelas. Mas, ainda há muito caminho a percorrer e espero desempenhar o trabalho da melhor forma possível.

Por Gabriela Calencautcy

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.