ATENDIMENTO HUMANIZADO X AUTOMATIZAÇÃO

Atualmente, existem muitas discussões que norteiam esse tema. A verdade é que a transformação digital mexeu, e muito, com diversos setores, e as tecnologias se tornaram grandes aliadas por oferecer soluções capazes de otimizar algumas atividades, aumentar a produtividade e até mesmo sanar alguns erros ocasionados pela alta demanda.

Na minha visão, uma não exclui a outra, mas sim se complementam em alguns momentos. As empresas precisam entender que conciliar tecnologia com humanização é o que vai fazer o negócio prosperar. Afinal, ninguém mais quer ser atendido única e exclusivamente por aqueles robôs incansáveis com aqueles roteiros mecanizados, não é mesmo? Na era da experiência, humanizar o atendimento – e aqui se aplica a diversos setores – é extremamente essencial.

Ainda mais com uma geração que utiliza, e muito, as redes sociais para pesquisar e comentar sobre algum produto ou serviço, as ferramentas tecnológicas são importantes na coleta e mensuração de dados. Por meio delas, é possível traçar estratégias para melhorar algo, promover alguma campanha que irá fidelizar um novo cliente, identificar problemas e até mesmo se comunicar com os usuários.

É uma linha de mão dupla, pois os consumidores querem agilidade e atenção, mas também procuram qualidade de atendimento. Quando isso acontece, automaticamente cria-se um vínculo que aumenta a satisfação, proporcionando uma experiência diferenciada.  

A verdade é que a tecnologia não irá sumir com o crescimento do atendimento humanizado e com as tendências que norteiam essa questão., mas sim andaram cada vez mais lado a lado. Aqueles que mostrarem mais respeito por seus clientes e usuários – sejam eles consumidores, pacientes e clientes – tendem a ter a trilhar um caminho mais satisfatório e sem muitos empecilhos. Vale ficarmos de olho em como o mercado irá se adaptar!

*Por Juliana Gusmão

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.