crise

CRISE: ONDE ESTÁ O ASSESSOR DE IMPRENSA?

Em inúmeras vezes nos deparamos com situações constrangedoras causadas principalmente por afirmações ditas pelos executivos de grandes empresas durante entrevistas com jornalistas que não eram para ser compartilhadas. Mas, aí você estar perguntando, onde estava o assessor de imprensa? Como isso foi acontecer?

Pois bem, muitas vezes isso pode ocorrer mesmo com o assessor de imprensa acompanhando a entrevista. É claro, que quando nós, na figura deste profissional, participamos deste momento, temos o dever de interceder e tentar minimizar o impacto que isso pode causar. Para isso, usamos algumas técnicas (isso é segredo, óbvio rsrsr). Mas, com certeza, não é uma prática que deve acontecer com frequência, principalmente porque não cai bem para o entrevistado. Às vezes isso não ocorre por mal, mas sim devido a ânsia de querer compartilhar o máximo de conhecimento, algumas informações são dadas como dicas “sem maldade”. Por isso, nós temos que tentar evitar esse tipo de situação.

Para isso, nós sempre enviamos um briefing antes da entrevista para que o porta-voz possa estudar o tema, separar as informações e dados que são importantes e estratégicos para serem compartilhados, conhecer um pouco mais sobre o jornalista e o tipo de matéria que ele escreve e alguns pontos que nós sempre recomendamos que não podem ser ditos, principalmente que não existe “off”.

Pois bem, mas nem sempre uma entrevista sai de acordo com o esperado e muitas vezes o porta-voz acaba passando dados, números, informações que não deveriam ser ditas e a matéria foi publicada, gerando uma enorme crise. O que fazer quando isso acontece? Acima de tudo, em toda e qualquer situação, a transparência é a melhor solução. Seja, do assessor de imprensa, do executivo ou da empresa como um todo. Principalmente nos dias de hoje, as redes sociais podem ser um grande aliado e ao mesmo tempo um inimigo das marcas, pois as informações são compartilhadas de forma muito rápida. Por isso, recuperar uma imagem abalada é muito desafiador e exige algumas estratégias.

Primeiramente, é importante entender o que foi dito de forma errada e buscar maneiras de esclarecer a situação a partir de fatos e argumentos. Depois disso, é fundamental acompanhar as repercussões nas redes sociais e imprensa para responder todas as mensagens e se pronunciar de forma aberta. Além disso, é fundamental que seja feito um comunicado com os dados verdadeiros e mostrar os motivos que levaram esse executivo de compartilhar isso. E, obviamente se coloque à disposição para todos os jornalistas que queira esclarecer esses fatos. O papel do assessor de imprensa é imprescindível neste momento. Ele ajudará a criar a melhor estratégia e a nota de esclarecimento. 

Por fim, posso concluir que independentemente do tamanho e da proporção que uma crise pode ter instaurada dentro de uma empresa, é essencial que os envolvidos se aproximem do seu público para que ele acompanhe todo o processo, seja ágil e certeiro nas respostas nas redes sociais, passe credibilidade e seja transparente com suas ações. Isso fará toda a diferença para minimizar uma crise gerada por uma frase ou colocação mal colocada.

*Por Gabriela Calencautcy

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.