semana-do-meio-ambiente

SEMANA DO MEIO AMBIENTE – ROTINA PRÁTICA E SUSTENTAVEL

Essa semana é dedicada ao meio ambiente para falarmos da importância da preservação e dos impactos das nossas ações. Acredito que antes de você chegar até esse artigo, já viu inúmeras notícias sobre os impactos negativos que tivemos e debates sobre o que nosso governo poderia fazer para melhor nossa situação, que no ano passado piorou com índices alarmantes. Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o desmatamento para mineração em unidades de conservação cresceu 80%, enquanto a fiscalização diminuiu em 60%.

Porém, não tomarei esse caminho aqui. Esse texto não tem o propósito de apontar culpados ou debater políticas, meu objetivo é falar sobre você! O que você tem feito para essa situação mudar?

Pensar em sustentabilidade é pensar em atividades do nosso cotidiano em prol de um resultado que beneficie a todos nós. Pensando nisso, listei aqui algumas alternativas que podem ser adotadas por você e não precisa de nada além de boa vontade.

Consumo consciente:

Como é sua relação com o consumo? Você compra coisas sem necessidade e que não vão te servir para nada? Melhor repensar, pelo bem do meio ambiente e do seu bolso. Estima-se que até 2050, serão descartados no mundo 120 milhões de toneladas de lixo eletrônico.

Antes de realizar uma compra, pergunte-se se realmente precisa daquilo e naquele momento. Se você pode esperar ou não vai te servir para nada, melhor deixar para lá. Isso vale não apenas para eletrônicos, mas para roupas também. De acordo com a ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), são geradas 170 mil toneladas de resíduos têxteis por ano no Brasil.

Busque por selos de cruelty free nos produtos

Você deve ter visto bastante essas sinalizações nas redes sociais com o vídeo viral da vida do coelho Ralph que é cobaia na indústria de cosméticos, mas vale reforçar a mensagem.

Hoje em dia temos uma vasta opção de produtos no Brasil que também possuem boa qualidade sem fazer mal aos animais. Alguns podem se perguntar nesse momento “mas para que eu vou mudar meus hábitos se o outro não?”. Porque, jovem padawan (desculpe a brincadeira quem não for fã de star wars), quanto mais pessoas fazem esse movimento de exigir das marcas uma mudança em seus processos, mais rápido ele acontecerá. Esse é o caso de marcas como a Avon, por exemplo, que em 2019 anunciou que não testava em animais em nenhum país do mundo.

Separe o lixo reciclável

Tudo bem, essa dica eu sei que já é mais batida e que todo mundo já deu, mas não custa reforçar rs. Antes de fazer o descarte de qualquer tipo de produto, veja a forma certa e mais fácil para isso. Separar o lixo orgânico dos recicláveis não demora e pode ser incluso na rotina de forma simples, basta incluir uma sacola a mais no lixo como na imagem abaixo. Para os que já fazem isso, podem passar a descartar óleo, remédios, isopor, lâmpada e pilhas em postos de coletas próximos a sua residência.

No site do Recicla Sampa, por exemplo, você pode colocar seu endereço e o tipo de lixo que quer descartar e eles te dizem qual a melhor opção para você. Pesquise pelos postos de coleta da sua cidade e elimine seu lixo da melhor forma.

Pequenos empreendedores são incríveis!

Apesar da redução do consumo ser uma prática que ajuda o meio ambiente, isso não quer dizer que nunca mais você vai precisar comprar na vida. Então busque pequenos empreendedores! Dessa forma, além de ajudar o meio ambiente consumindo produtos menos industrializados, também está reforçando a economia e incentivando o empreendedorismo. Bom para todo mundo!

Além disso, tem crescido cada vez mais a prática de pequenas lojas de varejo reduzirem o uso de plástico em suas embalagens e optarem por realizar os envios usando outros métodos, como o uso de flocos anti-impacto feitos de grão de milho que se dissolvem na água após o uso.

Mudar hábitos não é fácil e é desconfortável, mas quando os resultados são uma vida melhor, acho que vele muito a pena! E você?

*Por Jéssica Aguiar

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.