PENSAMOS FORA DA CAIXA, MAS E VOCÊ?

Ao longo de minha carreira em assessoria de imprensa, já presenciei diversos pedidos de clientes desde coisas inusitadas até mesmo para sugerirmos temas que extrapolassem o máximo de criatividade. E quando o assunto é pensar fora da caixa e propor temas mais assertivos, sou suspeita a dizer, mas levamos isso bem a sério.

E aqui, o pensar fora da caixa está relacionado a entender sobre o negócio do cliente, ler bastante sobre o mercado dele no Brasil e no mundo, buscar por levantamentos e pesquisas que nos ajudem a embasar a criação de pautas, mergulhar 100% no DNA da empresa, entre outros fatores. Mas tem outro fator que é fundamental – o envolvimento do cliente na construção e troca de informações com sua assessoria de imprensa.

Sair do mais do mesmo requer um trabalho bem próximo de ambos os lados. O problema que enxergo muito frequente em alguns casos é que nem sempre o empreendedor está na mesma “vibe”, apesar de nos cobrar por esse tipo de entrega. E aqui o ponto importante é que conseguimos trabalhar de forma independente, criando e buscando por oportunidades, mas em algumas situações, precisamos da troca com cliente, seja para passar um dado, retornar sobre uma demanda específica e até mesmo para tirar alguma dúvida ou responder alguma ideia. É uma via de mão dupla.

Por fim, se me cabe dar um conselho, pensar fora da caixa também engloba desenvolver ações diferenciadas, propor parcerias com algum player que faça sentido, sugerir eventos relevantes para ampliar o networking da empresa, ficar de olho em novos canais para emplacar alguma pauta, entre outros pontos. Nosso papel enquanto assessor de imprensa, é cuidar da imagem do cliente e trazer reputação para sua marca. Contem conosco!

*Por Juliana Gusmão

Publicado por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.