Não existe inteligência artificial sem data modernization

Banco de imagens gratuitas: Pixabay

A inteligência artificial já está presente nos mais diversos setores do mercado, otimizando processos, reduzindo custos e trazendo insights que contribuem com o futuro dos negócios. De acordo com o estudo global com líderes de tecnologia, The Impact of Tech in 2022 and Beyond, realizado pelo IEEE, organização profissional técnica dedicada ao avanço da tecnologia para o benefício da humanidade, 66% dos entrevistados disseram que concordam plenamente que a IA impulsionará a maior parte da inovação em quase todos os setores da indústria nos próximos cinco anos.

Porém, algumas empresas não têm a dimensão de como é importante organizar os dados e como isso é determinante para que a IA seja aplicada da maneira correta para trazer insights relevantes. A modernização dos dados, ou seja, a correta administração destes é a base da IA e é por isso que é sempre o primeiro passo para a revolução digital. 

Segundo o Harvard Business Review, grupo de mercado do Harvard Business Publishing, subsidiária integral sem fins lucrativos da Universidade de Harvard, a partir de 2012, cerca de 2,5 exabytes de dados passaram a ser criados por dia e o número dobra a cada 40 meses ou mais. Ou seja, muitos dados são desenvolvidos a todo momento pelo mercado e dentro dos negócios, e é importante destacar que estes por si só, de maneira solta, não significam nada.

É por isso que o data modernization tem a missão de armazenar e organizar os dados de forma correta, descartar aquilo que não é importante, unificar bases, e integrar informações para que gerem importantes insights, além de permitir a aplicação da IA quando se deseja obter análises que nenhum ser humano consegue fazer. Ou seja, é como separar todos os dados importantes em caixas filtradas, para que depois seja possível a visualização e os cruzamentos de forma assertiva.

A partir de uma correta modernização de dados e uma efetiva IA, há uma infinidade de vantagens, como o entendimento aprofundado do cenário, maior compreensão de tendências e obtenção de informações que permitem análises preditivas. Isso gera mais produtividade, segurança, otimização de tempo e redução de custos.

Diante destes pontos mencionados, fica claro que só é possível obter análises importantes se os negócios tiverem um sistema moderno de dados e que funcione de maneira assertiva. A transformação dos dados em informações estruturadas é o caminho para que outras tecnologias façam parte das empresas.

<em>Armindo Sgorlon</em>
Armindo Sgorlon

atua como empreendedor desde os 23 anos. O empresário possui MBA em Gestão Estratégica pela USP e acredita que a tecnologia é capaz de transformar todos os setores e negócios. É CEO da SGA TI em Nuvem, desde a fundação em 2010. A empresa é especializada em soluções de tecnologia em nuvem, modernização de dados e cibersegurança.